MATÉRIAS/REVIEWS
 
  
 
22/10/2015
REVIEW - HQ: NOVOS X-MEN - IMPERIAL
 
 
Novos X-Men - Imperial
 
 
 
 
 
 
 
 


Dando continuidade ao Novos X-Men - E de Extinção, a edição número 23 da Coleção Oficial de Graphic Novels Marvel da Salvat, Imperial amadurece de maneira empolgante a história desenvolvida na primeira parte, com um desfecho que, no mínimo, desperta a curiosidade para o que vem adiante.

Cassandra Nova, a irmã gêmea aparentemente natimorta de Charles Xavier, deu as caras na primeira parte da história como uma bióloga que tocou o terror ao construir uma nova geração de Sentinelas bizarros para exterminar os mutantes de Genosha. Após o massacre na ilha, Emma Frost, uma das poucas sobreviventes, junta-se aos X-Men e passa a ser uma das professoras da escola do Professor X. E este, numa decisão surpreendente, anuncia em cadeia nacional que é um mutante, o que chama a atenção da imprensa e atiça o preconceito de fanáticos religiosos e segregacionistas. Outra das consequências é o surgimento de um grupo que pretende controlar os mutantes param que sirvam de matéria-prima para a criação de uma nova espécie, os o-men, humanos híbridos com os filhos do átomo.

E os problemas não param por aí. A consciência da irmã doppelgänger domina o corpo de seu irmão famoso e, por meio dele, faz com que o Fera seja espancado até ficar inconsciente e depois deixa a Terra e parte para o Império Shiar. Daí a coisa fica ruça de vez, quando os Superguardiões Shiar vão à Terra para eliminar de vez os portadores do gene X. Tudo porque Lilandra Neramani é controlada mentalmente por Cassandra.

Porém, para a felicidade de todos, Jean Grey Summers assume a direção da escola durante a ausência de Xavier e libera seu poder da Fênix, o que a permite tomar medidas antes impensáveis. E há o retorno de Shen Xorn, o mutante curandeiro que possui astros em sua cabeça. Com seu poder altruísta, Xorn consegue controlar uma misteriosa doença que aflige os professores e alunos da escola mais famosa dos Estados Unidos.

Além da trama se diferenciar pelos constantes elementos de ficção científica, o grande diferencial são os diálogos precisos de Grant Morrison, que na maior parte do tempo evita as cenas de ação e pancadaria para tratar o conceito narrativo de forma mais profunda e sofisticada, e, de quebra, revelando interessantes particularidades do personagens.

A arte de Frank Quitely agrada bastante, mesmo que, por vezes, alguns personagens pareçam um pouco caricatos perante o traço particular do artista, como é o caso do Ciclope. Mas o mesmo não se aplica aos demais desenhistas desse volume, principalmente com Igor Kordey com sua arte poluída, muitas vezes sem definição e que deixa uma certa sensação de ter sido terminada às pressas. Ainda assim, isto não é suficiente para desmerecer esta intricada e bem construída narrativa em quadrinhos.

Novos X-Men – Imperial (Coleção Oficial de Graphic Novels Marvel Vol. 24) - 232 páginas - formato 17 x 26 cm - R$ 34,90 - lançado em junho de 2015 – Editora Salvat do Brasil (coleção prevista para ter 60 volumes).

Veja também:
- Notícias diversas sobre os X-Men
- Outros reviews e matérias

  facebook


 


 

Seções
HQ Maniacs
Redes Sociais
HQ Maniacs - Todas as marcas e denominações comerciais apresentadas neste site são registradas e/ou de propriedade de seus respectivos titulares e estão sendo usadas somente para divulgação. :: HQ Maniacs - fundado em 19.08.2001 :: Brasil